tuquia dicas

Turquia

Dicas de um mês em viagem

Quais são as primeiras palavras que te vêm à cabeça ao pensar na Turquia?

A nós era talvez Istambul e Praia. Mas olhámos para o globo e vimos um país com mais de 780 000 km² que pensámos: um país assim tão grande de certeza que não se resume a estas duas palavras!

Apercebemo-nos que pouco conhecíamos deste país que fica ali dividido entre a Europa e a Ásia e foi isso que nos fez escolher a Turquia para a nossa grande viagem de 2019. Com algumas pesquisas, percebemos a imensidão que este país tem para oferecer e a lista de locais a visitar começou a aumentar. Rapidamente uma viagem que seria de 2 a 3 semanas passou a 33 dias!

Partilhamos aqui os nossos destaques e dicas de viagem para a Turquia!

A nossa rota

Deixámos a grandiosa cidade de Istambul para o fim e voamos diretamente para Trabzon no nordeste turco. Nesta região junto ao Mar Negro, passámos pelas zonas montanhosas de Çamlıhemşin e Ayder e, maravilhados com a natureza que nos rodeava, passámos ainda uns dias a explorar as brancas paisagens do fantástico lago de Üzungol: a não perder numa visita ao nordeste da Turquia!

Seguimos para a tão aguardada Capadócia que conseguiu surpreender mesmo perante as elevadas expectativas! A partir de Göreme explorámos a pé os seus característicos vales e colinas deslumbrando-nos com balões de ar quente no horizonte ao nascer e ao pôr-do-sol.

Já no sul junto ao Mar Mediterrâneo, surpreendemo-nos com a cidade velha de Antália, passámos uns dias a relaxar entre o vale e a praia de Olimpos e vimos os parapentes a sobrevoar a zona costeira de Fethiye.

Faltava-nos ainda aprofundar a parte mais histórica da Turquia e, por isso, seguimos para Éfeso, Çanakkale e Troia, terminando esta viagem com cinco dias em cheio pela inesgotável cidade de Istambul!

O que ficou para a próxima?

Com 33 dias achávamos que íamos dar a volta toda à Turquia. Mas este país é, de facto, imenso! E as zonas mais a leste e sudeste ficaram ainda por descobrir. O Monte Ararat, o Lago de Van, a cidade de Mardin e o Monte Nemrut ficarão para a nossa próxima viagem à Turquia!

Que sítio mais gostámos?

Aquela pergunta que toda a gente faz e que é sempre tão difícil de responder… Da Turquia gostámos sem dúvida da diversidade!

E sendo este um país tão heterogéneo assim, é redutor escolher um único lugar de eleição pois cada um tem o seu encanto: da neve nas altas montanhas do nordeste, às áridas paisagens típicas da região da Capadócia; das praias mediterrânicas da Riviera turca à antiguidade histórica que Éfeso e Troia têm para contar; das emblemáticas mesquitas às ruas cheias de Istambul.

10 dicas para viajar na Turquia

    1. Os destaques

Istambul e a Capadócia são os verdadeiros must see de uma viagem à Turquia. Mas não te esqueças que este é um país enorme! Não penses que estás em Istambul e que num instante vais ali à Capadócia. Essa deslocação requer um voo de 1h30m (mais uma hora em transportes locais) ou uma longa viagem de 10 horas de autocarro. Por isso não tentes ver o país todo se apenas tens uma semana e fica-te por estes dois destinos! Eles não te vão desiludir (muito pelo contrário!) e não vais andar a correr para apanhar longos transportes todos os dias.

 

  1. Se vais viajar mais do que uma semana

Estão assegurados Istambul e Capadócia e ainda te sobra um dia? Recomendamos que adiciones uma paragem pelas fantásticas paisagens brancas de Pamukkale. E se ainda tens mais tempo, nesse caso deves pensar primeiro quais são as tuas prioridades para esta viagem: Queres relaxar na praia? Então, entre as muitas praias da Riviera turca, destacamos Fethiye e Olimpos. Também ouvimos dizer muito bem de Kaş e de Bodrum, mas não tivemos oportunidade de lá ir. Em vez de praia, queres explorar sítios históricos? Então não percas Éfeso e Troia! Ou preferes caminhar na natureza e explorar paisagens verdes? Viaja para Trabzon e percorre a região do Mar Negro.

 

  1. Museum Pass Istanbul ou Museum Pass Turkey? Vale a pena comprar?

Se vais apenas para Istambul e tencionas visitar pontos de interesse principais como a Hagia Sophia, o Palácio e Haréns de Topkapi, o Museu do Mosaico e o Museu das Artes Turcas e Islâmicas, então compensa-te adquirir o Museum Pass Istanbul que te dá acesso a estes e outros locais de interesse na cidade durante 5 dias. Mas se vais viajar por mais alguns dias e tencionas passar pela Capadócia e Pamukkale, então já te compensa adquirir o Museum Pass Turkey. Caso contrário, se pagares cada entrada individualmente, acabará por te ficar mais caro. Se ainda visitares Éfeso e Troia, então nem penses duas vezes: adquire o Museum Pass Turkey logo na primeira visita que fizeres!

 

  1. Transportes

A rede de transportes na Turquia é fantástica! Os autocarros de longas distâncias existem de e para todo o lado e, além de serem muito pontuais, são mesmo confortáveis: há apenas três acentos por fila, o que significa mais espaço por pessoa; há um hospedeiro de bordo que, de vez em quando, oferece água, snacks e bebidas; têm ecrãs táteis individuais com música, jogos, filmes, etc. Ou seja, nada mau para se fazer uma viagem de oito, dez ou doze horas 😉

Já para pequenas distâncias existem os chamados dolmuş que são carrinhas ou miniautocarros com capacidade de 7 a 20 pessoas. Eles existem em todo o lado e facilmente encontrarás aquele que te levará ao teu destino!

 

  1. Boleia

Andar à boleia na Turquia não é problema e é até super bem aceite. Por isso é muito fácil conseguir uma boleia principalmente em locais menos movimentados onde os transportes públicos são escassos. Nós andámos à boleia por várias vezes e as pessoas foram sempre muito simpáticas e atenciosas! 😊

 

  1. O Booking.com não funciona!

Se costumas utilizar a plataforma Booking.com para fazeres as tuas reservas, prepara-te pois enquanto estiveres em território turco não te vai ser permitido reservar alojamentos na Turquia. Podes consultar alojamentos localizados em qualquer lado e podes até fazer reservas para outros países. Mas não podes reservar na Turquia enquanto estiveres no país. Por isso, sugerimos-te que ou reserves tudo antes de aterrares em território turco ou utilizes outras plataformas como o Hostelworld.com, o Agoda ou o Airbnb.

 

  1. Couchsurfing

Apesar de termos feito Coushsurfing apenas uma vez durante este mês na Turquia, apercebemo-nos que esta é uma plataforma bastante conhecida no país e com muitos membros turcos. Por isso, é outra alternativa ao bloqueio do Booking.com e uma boa opção se pretendes conhecer melhor a população local.

 

  1. Levantar dinheiro sem taxas

Para minimizar os custos de levantamento cobrados pelos bancos portugueses, recomendamos sempre o Cartão Revolut em qualquer viagem. Saibam mais sobre o Revolut, aqui. No entanto, há ainda as taxas cobradas pelos bancos onde levantas no país de destino. No caso da Turquia descobrimos que todas as caixas multibanco cobram taxas próprias altíssimas a cada levantamento… à exceção de um banco: o Halkbank. Por isso, procura as caixas multibanco Halkbank e minimiza os teus custos de levantamento de liras turcas, a moeda local.

 

  1. Comida

A gastronomia turca é, no global, saborosa e de boa qualidade. Vários tipos de carne e de pão estão na base de qualquer refeição. Encontram-se pratos de peixe principalmente nas zonas costeiras mas a preços mais elevados. O queijo e o iogurte também são muito comuns… mesmo nos pratos principais! Se és vegetariano ou vegano, existem algumas opções, no entanto estas podem ser mais ou menos limitadas, variando de região para região.

Não vais conseguir fugir ao chá turco e não podes deixar de provar o doce mais típico da Turquia: o delicioso Lokum!

 

  1. Custos

De uma forma em geral, achamos que os preços na Turquia são semelhantes aos preços em Portugal. Claro que isto varia com a região onde estás e, principalmente, se é um local mais ou menos turístico. Por exemplo, consideramos as entradas nos pontos de interesse relativamente caras mas, por outro lado, os transportes são bem mais acessíveis. As refeições podem variar dos 3 aos 10€, mas uma cerveja ou um copo de vinho não custam menos de 3,50€. Ou seja, não é daqueles países super baratos, mas podemos dizer que é um país relativamente acessível para se visitar.

Em suma…

Iniciámos esta viagem com um grande desconhecimento do que seria a Turquia, o que nos levava a uma imagem pouco concreta e até redutora deste país. Terminámo-la não só com uma profunda ligação à sua surpreendente beleza, mas também com uma imagem de um país muito diferente do nosso mas onde se encontram semelhanças europeias, um país bastante limpo, desenvolvido e espetacularmente diverso com um povo super simpático!

Esperamos que as nossas dicas de viagem para a Turquia vos sejam úteis e, se tiverem algum comentário, reparo ou questão, podem fazê-lo em baixo ​​🙂

Encontra aqui as nossas recomendações para as tuas viagens:

Estas são ferramentas que nós utilizamos e, como seus afiliados, ao usares os nossos links estás a ajudar-nos a manter este blog ativo, além de poderes usufruir também de algumas vantagens. Obrigado!

⤖ Viaja tranquilo com a IATIIati seguros , os seguros mais económicos e especializados em viajantes independentes como nós. Aproveita 5% de desconto ao acederes através deste link!

Poupa e gere o teu dinheiro com o Revolut, a melhor app financeira para evitares despesas bancárias em viagem. Cria aqui a tua conta!

⤖ Encontra tours e atividades em todo o mundo com o Get Your Guide!

1 thought on “Turquia: Dicas de um mês em viagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *