viajar-à-boleia-laos

Viajar à boleia no Laos

As peripécias da nossa primeira experiência a viajar à boleia

Em vez de umas meras cinco horas de autocarro desde a pitoresca e tranquila cidade de Luang Prabang até à eufórica Vang Vieng, decidimos viajar à boleia. Esta aventura acabou por nos levar afinal um dia e meio e muitos quilómetros caminhados!

Apesar de inicialmente receosos, achávamos que a viagem entre estes dois destinos era a ideal para a nossa primeira experiência em viajar à boleia, pois são dois destinos muito visitados e surgem no mapa quase que num roteiro óbvio pelo Laos… enfim, estávamos confiantes!

Não sabíamos é que, em primeiro lugar, esse trajeto não era assim tão movimentado, não era assim tão em linha reta, nem que era assim tão montanhoso.

Passadas as primeiras duas horas para sair das redondezas de Luang Prabang a caminhar e a fazer o tal sinal 👍 sem qualquer resultado a não ser o dos nossos próprios passos, percebemos que não ia ser fácil.

Felizmente, encontrámos um grupo de três alemães com vários meses disto que nos deram boas dicas que, de facto, resultaram.

Até ao sol se pôr, andámos de aldeia em aldeia, caminhando por montanhas que nos enchiam as vistas, nos traziam a energia para continuar e faziam tudo valer a pena! Assim, de boleia em boleia, vimos mais do Laos, vimos as poucas condições em que vivem e o que fazem para a custo ganhar o seu. Vimos muitas crianças, bebés de um, dois, três, quatro anos… desde pequeninos a brincar na terra, ao largo da estrada, na beira de penhascos que até a nós nos tiram a respiração… miúdos sem medo! Vimos estrada, estrada e estrada rodeada apenas de montanha, onde se poderiam passar dez, quinze, vinte minutos sem se ver vivalma.

Após seis boleias de simpáticos laosianos, já o sol se tinha posto quando chegámos à vila de Phoukhoun onde meia dúzia de restaurantes e alojamentos nos indicaram que o melhor seria certamente pernoitar por ali.

No dia seguinte acordámos surpreendidos pelo amanhecer sob as montanhas que se via da janela, escondidas no dia anterior pela hora já avançada. Nesta manhã, já nos safámos melhor e em apenas duas boleias conseguimos finalmente fazer o restante caminho até Vang Vieng.

Se nos sentimos inseguros? Nunca. Se duvidámos ter sido uma boa escolha? Sim, mas essas eram dúvidas trazidas pelo cansaço e pela impaciência da espera.

Apesar disso, não apenas no final mas já durante o caminho, sabíamos que sim: foi sem dúvida uma ótima escolha!

Viajar à boleia trouxe-nos aquilo de que não estávamos à espera. Sem contar, mostrou-nos a realidade que queríamos ver. Fez-nos sentir a simpatia dos locais. Obrigou-nos a comunicar sem falar a mesma língua. Desviou-nos da rota comum. Tornou-nos mais pacientes e ensinou-nos a esperar. Tirou-nos o medo de ir sem saber onde o dia iria acabar.

Se agora vamos seguir sempre à boleia? Sempre não. Mas é uma experiência que queremos com certeza voltar a repetir 🙂

Encontra aqui as nossas recomendações para as tuas viagens:

Estas são ferramentas que nós utilizamos e, como seus afiliados, ao usares os nossos links estás a ajudar-nos a manter este blog ativo, além de poderes usufruir também de algumas vantagens. Obrigado!

⤖ Viaja tranquilo com a IATIIati seguros , os seguros mais económicos e especializados em viajantes independentes como nós. Aproveita 5% de desconto ao acederes através deste link!

Poupa e gere o teu dinheiro com o Revolut, a melhor app financeira para evitares despesas bancárias em viagem. Cria aqui a tua conta!

⤖ Encontra tours e atividades em todo o mundo com o Get Your Guide!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *